[GP Rússia] Que feio, Mercedes!

por Jaqueline Trevisan Pigatto

Lewis Hamilton ampliou ainda mais sua liderança no campeonato com a vitória de hoje em Sochi. Apesar de não precisar de pontos decisivos (já tinha 40 pontos de vantagem sobre Vettel), a equipe pediu a Bottas que abrisse caminho para Lewis assumir a ponta e assim somar ainda mais pontos.

A largada foi disputada, com Vettel tentando passar Hamilton e Hamilton tentando passar Bottas. As tentativas foram limpas mas ninguém conseguiu uma ultrapassagem. Enquanto isso, Max Verstappen (aniversariante do fim de semana, completando 21 anos de idade) fazia uma corrida espetacular, saindo do 19°lugar e indo para o 5° em apenas 10 voltas. Com os líderes fazendo os pit-stops logo após as 10 primeiras voltas, Max se manteve na pista com pneus super-macios até a volta 43 das 53 da corrida. Sendo a parada obrigatória, o piloto da RBR chegou na quinta posição.

A polêmica da corrida se deu por conta de um jogo de equipe desnecessário da Mercedes. Toto Wolff e sua equipe ordenaram a Bottas que deixasse Hamilton passar, num movimento totalmente explícito (Bottas praticamente parou para que Lewis ocupasse a liderança). Vettel, em 3°, ficou então na perseguição de Bottas que continuou exercendo seu papel de escudeiro.

O clima ficou pesado até o final da prova e especialmente no pós-corrida. Hamilton não celebrou sua vitória como de costume, nem mesmo o resto da equipe. Apesar da dobradinha da Mercedes, o mais sorridente ali no pódio era Sebastian Vettel, cada vez mais distante de conquistar o penta em 2018. A cena ficou ainda mais lamentável com Hamilton querendo trocar o troféu com Bottas no pódio, que recusou. Definitivamente um dia para ser esquecido na Fórmula 1.

Abaixo você confere o resultado final da prova. O próximo GP já é dentro de 1 semana, no Japão.