[GP Itália] Temos um novo líder!

Dia da Ferrari, comemoração da Mercedes, cores da Ferrari…

 

Por Júnior Ribeiro

Como já era esperado, a Mercedes demonstrou grande superioridade nas longas retas do circuito italiano de Monza, não deixando qualquer brecha de dúvida sobre qual construtora levaria o láureo da glória. Bottas fez sua parte e conquistou a segunda posição, não conseguindo alcançar o ritmo do tricampeão.

A Largada

Apesar de uns toques na variante, pode-se dizer que foi bem conservadora. Lewis tratou de garantir sua posição e Ocon se lançou a frente de Stroll, que ficou cercado pelo líder. Mais para trás, Massa colocava uma roda na grama para não bater e logo em seguida tocava no carro de Perez.

Abandonos

Não era esperado muito das McLaren devido a sua deficiência de potência, o que significaria grande prejuízo nas longas retas. Os dois pilotos até mantiveram um ritmo interessante, dentro da realidade, mas acabaram abandonando a prova. Quem também abandonou foi Palmer, que chegou a receber uma punição por vantagem indevida, mas nem chegou a cumprir. Outro piloto a também abandonar foi Marcus Ericcson.

Destaques

Esteban Ocon e Lance Stroll eram destaques já na largada, com o ganho de posições, largariam em terceiro e segundo lugares respectivamente. Fizeram uma largada comportada, com Ocon levando a melhor. Outro destaque importante foi Daniel Ricciardo, que largou em 16º e com muita categoria alçou as primeiras posições. Verstappen chegou a demonstrar sua costumeira habilidade, mas num toque com Massa teve sua corrida completamente comprometida.

A Liderança

Vettel chegou liderando, mas era esperado que o alemão sairia, no mínimo, empatado com o quebrador de recordes Lewis Hamilton. A Ferrari, apesar da comemoração de seus 70 anos, não foi capaz de ameaçar a Mercedes. Com isso Hamilton conquistou sua quarta vitória em Monza e coloca mais um recorde em sua alça de mira: maior número de vitórias em Monza.

Expectativas

O próximo Grande Prêmio será em Cingapura, com seus corredores estreitos e esforço físico extremo. Teoricamente não é um lugar em que a poderosa Mercedes se sente muito a vontade, mas muito pode se esperar dela e do tão talentoso Hamilton. Logicamente não se pode desconsiderar a Ferrari e Vettel, que ainda sonham com o campeonato e a própria Red Bull, tendo em vista o circuito travado e a qualidade de seus pilotos.

Veja como ficou a Classificação no Campeonato