[GP Itália] Festa da Mercedes na casa da Ferrari

por Jaqueline Trevisan Pigatto

No que parecia até então o final de semana perfeito e surpreendente para a Ferrari (uma dobradinha na largada com Räikkönen na frente), acabou numa disputa difícil com a Mercedes e os italianos perderam para a estratégia do time de Toto Wolff.

A largada consistente de Räikkönen fez com que Vettel se apavorasse e cometesse um erro na briga com Lewis, o que jogou o alemão para o fim do grid. Enquanto isso Räikkönen liderava a prova, constantemente perseguido pelo inglês. Vettel fazia sua corrida de recuperação e Bottas mais uma vez servia de escudeiro entre Hamilton e Verstappen.

A corrida foi intensa e com várias disputas do início ao fim. Ainda nas primeiras voltas, Hamilton chegou a ultrapassar Räikkönen, que devolveu o golpe em seguida. Vettel vinha escalando sua subida de volta aos líderes e a torcida italiana vibrava a cada curva com seus pilotos. Até a ameaça de chuva não chegou a assustar.

Foi então na troca de pneus que a Mercedes fez a jogada certa: um blefe da equipe fez com que Räikkönen fizesse sua troca muito antes de Hamilton. Faltando cerca de 10 voltas para o final da prova, os pneus de Kimi estavam muito gastos para continuar fugindo do inglês, e a Mercedes assumiu a ponta após uma longa disputa. Vettel conseguiu alcançar o 5° lugar, atrás de Verstappen e Bottas. O finlandês da Mercedes só subiu ao pódio porque o garoto da RBR provocou um toque entre os dois que tirou Bottas da pista, levando uma punição de 5 segundos.

O bom resultado de Räikkönen coincide com um período de forte incerteza sobre seu futuro na Ferrari e na F1: ao que tudo indica, a equipe já possui um pré-contrato assinado com Charles LeClerc para 2019, mas nada ainda foi oficializado.

Já no campeonato de pilotos, o cenário também piorou para a Ferrari: Hamilton abriu 30 pontos de vantagem. A próxima corrida é na noite de Cingapura, daqui a 2 semanas.