[GP EUA] Corrida: Irraaaa!!!

Raikkonen, Alonso e Verstappen

por Júnior Ribeiro

A Largada

            Como esperado, Rosberg fez uma largada bem conservadora, visto que estar com o título na mão o coloca sob um pouco mais de pressão. Foi tão cauteloso que perdeu a segunda posição para Ricciardo e chegou a ser ameaçado por Räikkönen.

            Logo no início tivemos o toque entre Nico Hulkenberg (abandonou na volta 3) e Valtteri Bottas (16º) e o toque entre Daniil Kvyat (punido com 10s) e Sergio Perez (8º), o que fez com que Massa (7º) herdasse duas posições e tirasse de seu encalço os 3 maiores rivais que poderia ter na prova (pelo menos até as voltas finais).

Menino Verstappen

            Ovacionado por boa parte dos torcedores, Max Verstappen estava determinado a fazer uma boa corrida, dizendo que não estava ali “para chegar em 4º”, quando a equipe solicitou que diminuísse o ataque sobre Rosberg, então terceiro. A resposta se tornou piada para a equipe que narrava a transmissão do SporTV, principalmente quando, induzido pela parada de Ricciardo na volta anterior, Max pensou ter sido chamado para fazer sua parada, o que pegou a equipe totalmente despreparada: um quarto lugar seria bom agora.

            Mas a saga de Verstappen não acabaria tão cedo, ou melhor, acabaria mais cedo do que ele pensava. Na Volta 30 o seu carro apresenta um barulho estranho e o piloto é forçado a abandonar a prova.

Safety Car Virtual

            A parada forçada de Verstappen ocasionou um Safety Car Virtual, que foi magistralmente aproveitado pela Mercedes, resultando num pit stop sem perda de posições. A “sorte” alcançada enfureceu Ricciardo que teve suas chances de chegar em segundo eliminadas.

Erro na Ferrari!

            Kimi Räikkönen, apesar de tudo ou por causa de tudo, vinha com um bom desempenho e estava consistentemente a frente de Vettel. Uma liberação inadequada o privou do resultado esperado e lhe retirou da corrida – a roda traseira direita não estava completamente afixada quando o “Homem de Gelo” iria retornar para a pista.

raikkonen

Irraaaaaa!!!

            Um dos pontos mais altos da corrida, senão o mais alto, foi o pega entre Sainz, Massa e Alonso. Massa se aproximou com perigo de Sainz, mas a medida que o brasileiro não conseguia ultrapassar o jovem espanhol, outro espanhol colocava Massa na alça de mira.

Imagina o que é olhar no retrovisor e ver que é o Alonso.

Imagina o que é olhar no retrovisor e ver que é o Alonso.

            Massa parecia disposto a tentar de tudo, tendo inclusive quase se chocado com Sainz Jr., mas numa embarrigada numa curva Alonso não perdoou e se jogou com tudo, alcançando uma dura ultrapassagem (com direito a toque).

            Após a ultrapassagem, Massa (com pneu furado) perdeu contato. Agora a briga era entre espanhóis e Alonso estava desejava loucamente aquele quinto lugar. Sainz jogou duro e não vendeu barato, mas acabou sucumbindo diante da McLaren número 14. A briga foi tão empolgante que a geração de imagem se recusava a mostrar o quase vitorioso Lewis Hamilton se aproximando da linha de chegada, felizmente para os fãs do britânico, Fernando Alonso fez a ultrapassagem antes, o que foi comemorado com um sonoro “irraaa!”.

Hamilton e Rosberg

            Com uma corrida relativamente tranquila, Hamilton fez sua parte e conquistou a vitória, o que diminuiu um pouco a desvantagem para Rosberg. O alemão, no entanto, continua com o título na mão. A briga agora caminha para o México.

Confira abaixo os principais números alcançados neste final de semana.

eua-2016-corrida

 

 

 

 

eua-2016-driver-standings